Equinos App

1 2 3 4 5

Uso da Mula como receptora

Como características externas, uma boa égua receptora deve possuir as duas tetas funcionais, bom porte, baixa exigência nutricional permanecendo sempre com aspecto de bem nutrida, pêlo liso e boa habilidade materna, (termo que inclui, além da produção de leite, cuidados com a cria como deixar mamar e ter bom instinto de proteção.). Além disto serem dóceis e de fácil manejo.

Como histórico, devemos saber: costuma perder o embrião? Intervalo entre partos de um ano? Sempre desmama potros desenvolvidos?

Ao exame ginecológico, deve possuir vulva em posição vertical e com bom fechamento, todo o sistema reprodutivo de tamanho normal, útero com tônus e cérvix fechada na fase progesterônica e cérvix aberta e presença de edema na fase estrogênica, alem de boa drenagem uterina: sem líquidos na luz uterina e nem cistos endometriais. Os ovários devem ser normais e de preferência ativos.

Com estas premissas em vista, os veterinários Euler Andrés Ribeiro e Marcelo de Oliveira Mello, especialistas em reprodução eqüina radicados em Entre Rios de Minas, resolveram testar o uso de mulas como receptoras de embrião e criaram o projeto MULA PARIDA.

Na estação de monta 2006 / 2007, cinco mulas foram usadas para o teste na fazenda Sta Edwiges em Lagoa Dourada, criatório tradicional de muares e jumentos da raça Pega.

O trabalho consistiu em avaliar criteriosamente as receptoras, descartando as que não se enquadrassem no padrão exigido, inseminar as éguas, acompanhar a ovulação  e fazer a transferência do embrião no D8 para 5 “mulas de elite”. Devido à dificuldade de se sincronizar as ovulações das mulas com das doadoras, observado por Davies (1985) e Camillo (2003), foi optado por adaptar para as mulas, protocolo hormonal de progesterona. Segundo os trabalhos publicados em todo o mundo, até então toda tentativa de se usar protocolo de progesterona para manter gestação em mulas havia fracassado (Camillo 2003). No presente trabalho, foram transferidos um total de sete embriões para 5 mulas em 3 períodos de cio diferentes: três animais foram diagnosticadas como gestantes aos 14 dias e um animal perdeu o embrião logo após.

O criatório de jumentos Pega da fazenda Santa Edwiges é um dos melhores do país, sendo o seu proprietário, Tarcísio Resende,  grande entusiasta do uso da tecnologia aplicada à agropecuária.

Referências:
1- Wodsedalek 1916
http://links.jstor.org/sici?sici=0006-3185(191601)30%3A1%3C1%3ACOSITM%3E2.0.CO%3B2-K

2- Camillo 2003
http://www.blackwell-synergy.com/doi/ ... /j.1439-0531.2003.00444.x

Autor:ABCJPÊGA

Fonte: http://www.abcjpega.com.br/artigos.php?id=6

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *