Equinos App

1 2 3 4 5

Rede para Feno e Verde

Aprenda a confeccionar essas práticas redes que são muito úteis durante as viagens e nas exposições

Você pode fazer em menos de 30 minutos uma rede para colocar feno, ou mesmo capim verde, que irá facilitar a administração de alimento ao seu cavalo, além se servir como uma prática embalagem para transporte. Essa rede será útil em situações de viagens, podendo ser afixada no próprio trailler, em longas cavalgadas, em provas abertas nas quais o cavalo não tem uma cocheira própria, ou mesmo na baia, presa ao teto, numa altura adequada, longe do chão, de forma que fique separada do piso, onde poderia se confundir com a cama.

Uma das vantagens dessa rede é que se pode carregar com muita facilidade, somente dobrando-a como um rolo, quando vazia, e colocando-a dentro de sua mala ou da caixinha de apetrechos do seu cavalo. Não irá precisar ter muitas despesas para confeccioná-la, pois se trata de um acessório fácil de fazer e utiliza materiais muito baratos. Vai precisar porém, de um pouco de atenção na hora de tecer a sua rede para que o resultado final seja satisfatório.

CUIDADO COM O MATERIAL!

Antes de começar a fazer sua rede, preste atenção no material a ser utilizado. Use somente o nylon, pois seu cavalo poderá comer, mastigar e ingerir mais facilmente pedaços da rede feita de algodão ou de outro tipo de fibra natural, como a juta. Essas fibras se deterioram rapidamente e sua ingestão causaria problemas digestivos mais graves, devido a presença de fungos e bactérias.

Para evitar que o animal, por tédio ou aborrecimento, comece a mastigar a rede a qualquer hora do dia, coloque-a somente nas horas em que você tenha certeza que o cavalo irá comer, retirando-a assim que perceber que ele já se alimentou e está apenas brincando com as cordas. Atenção: não deixe a rede vazia pendura, porque ela fica mais baixa e o animal pode enfiar as mãos ou pés e se enroscar. Ainda em relação, ao tipo de material, lembre-se de que, mesmo sendo ele sintético, não é descartado o risco de problemas digestivos ocasionados por sua ingestão.

Para iniciar o trabalho você irá precisar de: 10 fios de nylon, de espessura média, de 2,10 metros de comprimento cada um; 3 fios de 1,20 m; fita métrica; uma boa tesoura; duas canetas de cores diferentes (tipo hidrográfica); 5 pregadores de roupas; de 8 a 15 folhas duplas de jornal; um isqueiro. Lembre-se de que as cores escolhidas para as canetas deverão marcar bem forte, contrastando com a cor dos fios de nylon.

PRIMEIRO PASSO

Corte com a tesoura todas as pontas e fiapos sobressaltantes nas cordas para que não atrapalhem o seu trabalho de entrelaçamento. Una os 10 fios juntos, deixe um espaço de 12,5 cm, e dê um só nó. Em seguida, puxe fortemente, apertando esse nó por inteiro, assim como cada corda individualmente, para que fique bem firme. Esse nó será o fundo da rede. É também o lugar por onde você começará a fazer o trabalho. Para tanto, pregue o nó - com um prego resistente - em um suporte de madeira ou mesmo na parede, na altura de seus olhos. Desse modo você poderá manejar os fios sem ter que se curvar. E interessante que se fixe esse nó em um fundo escuro, porque a corda e a cor das marcações em caneta irão ficar contrastadas, não embaralhando sua vista.

PASSO DOIS

Separe os 10 fios em pares (5 pares), deixando-os separados com a ajuda de pregadores. Lembre-se! Você está fazendo a rede de cabeça para baixo. Na verdade esse nó é o que vai ficar na parte inferior da rede. Use a fita métrica para medir 10 cm abaixo do nó; retire o pregador e marque a posição com uma caneta colorida. Coloque novamente o pregador, continuando a reservar os pares Agora amarre cada par com um nó, em cada uma das marcações. Dando os cinco nós, você terá a primeira fileira da rede. No total serão cinco fileiras.

PASSO TRÊS

Para começar a segunda fileira de nós, meça 12,5 cm, a partir da primeira fileira de nós. Separe novamente os pares com pregador. Agora porém, você vai marcar os primeiros fios de cada par com a caneta vermelha, e os segundos fios de cada par com a caneta preta. Isso irá ajudá-lo na hora de começar a entrelaçar os fios. Pegue o primeiro fio (marcado com caneta vermelho) do 1º par e o primeiro fio (marcado com caneta vermelha) do 2º par; dê um no. Pegue agora o segundo fio do 1ºpar (marcado em caneta preta) e o primeiro fio do 30 par (marcado em vermelho); dê um nó. Em seguida, o segundo fio do 2º par com o primeiro fio do 4º par; dê um nó. Pegue o segundo fio do 3º par com o primeiro fio do 5º par. E para finalizar, o segundo fio do 4º par com o segundo fio do 5º par.

Desta forma, a sua rede já começa a ter uma cara, apresentará entrelaces em forma de losangos. Para se certificar de que está fazendo os nós de maneira correta, segure as pontas, abra a rede e coloque a sua mão no interior, que deverá se mostrar arredondado, ovalado. Um jeito de não se confundir, que também auxilia no feitio das próximas fileiras de nós, é colocar nesse vão ovalado algumas folhas de jornal amassadas, para dar sustentação à parte da rede já feita.

PASSO QUATRO

Meça novamente 12,5 cm (a partir da segunda fileira de nós), separe os pares (lembrando que os primeiros fios estão marcados de vermelho e que os segundos estão em preto), ponha os pregadores e recomece o mesmo esquema de entrelaçamento que você realizou na outra fileira: o primeiro fio do 1º par com o primeiro fio do 2º par, dê um nó... Continue assim até que complete as cinco fileiras de nós, espaçadas em 12,5 cm uma das outras. Conforme for progredindo o trabalho, tome o cuidado de abrir a rede e verificar se não há fios cruzando o espaço interno. Se isso acontecer é a indicação de que algo está sendo feito errado e não será possível continuar. A colocação dos jornais no espaço interno facilitará seu trabalho, dando a certeza de que está caminhando bem.

PASSO CINCO

Prontas as cincos fileiras de nós, proceda mais uma vez, separando os pares e entrelaçando os fios como citado acima, assim você formará a e última fileira. Depois de feitos os nós, pegue cada par e dê um nó falso com um laço, formando alças. Serão então formadas cinco alças (ver Ilustração Nº 03). A largura dos laços será de aproximadamente 5 cm. Para reforçar os laços, pegue suas duas pontas e dê mais um pequeno nó. Certifique-se de que os laços não estejam frouxos.

ÚLTIMA ETAPA

Pegue agora aqueles 3 fios de 1,20 cm e faça uma trança com eles, arrematando com um nó em cada ponta. Passe então essa corda trançada por dentro das cinco alças e puxe. Funcionará como a “boca” de uma bolsa franzida, onde se abre para colocar o feno ou o verde e depois puxa a corda para fechar. Corte com a tesoura todas as pontas e queime, cuidadosamente, com o isqueiro. Assim não haverá o perigo de desatarem.

Na hora de fixar a rede de feno, procure fazê-lo alto o bastante para que o cavalo não precise se esforçar para alcançar o alimento, ao mesmo tempo em que evita que o animal se enrosque nela, podendo se machucar. Sempre amarre a rede com um nó que seja fácil de ser desatado, caso o animal venha a ficar preso nela.

Para colocar o alimento, abra a rede, esticando totalmente a corda em seu comprimento. Preencha com o feno, feche-a com a cordinha trançada e dê um nó. Pronto! Agora pendure a rede, colocando-a onde achar mais conveniente (baia ou trailler) e deixe que seu cavalo desfrute do alimento.


Fonte: Arquivo Revista Horse Business
Por Equipe HB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *