Equinos App

1 2 3 4 5

Raça: Lavradeiro

Lavradeiro

Origem: Brasil

Altura: cerca de 1,40m.

Pelagem: castanha, tordilha, rosilha e alazã.

O clima quente e árido, e a vegetação pobre em nutrientes do lavrado (cerrado) forjaram os cavalos rústicos do interior de Roraima, considerados uma das últimas raças de cavalos selvagens do mundo.

Os cavalos lavradeiros descendem de animais introduzidos na América por colonizadores espanhóis e portugueses, e pertencem ao mesmo tronco das raças andaluz e garrano. Os lavradeiros foram cruzados com outras raças para trabalhar nas fazendas da região.

A raça se originou num habitat chamado “lavrado”, em Alto do Maruai, Roraima. Esse ecossistema é caracterizado por campos e pradarias nativas de baixa altitude, compostos por gramíneas de baixo valor nutritivo, o que possibilitou o surgimento de um cavalo veloz, com alto potencial de trabalho e enorme resistência ao esforço físico prolongado. Porém em 1991, a partir da demarcação da reserva indígena de São Marcos, no município de Pacaraima, os cavalos foram se afastando dos locais onde mantinham contato estreito com o homem e passaram a viver soltos na natureza. Daí a denominação de “cavalos selvagens”.

Hoje, quem visita a região depara-se com bandos de ágeis cavalos galopando livres sobre o lavrado.

Estima-se que existam cerca de dois mil animais que guardam todas as características da raça. Eles voltaram a se reproduzir na condição selvagem mas, curiosamente, são muito dóceis depois de domados. Além disso, os solos de baixa fertilidade da região não impedem que a raça apresente altas taxas de natalidade. Velozes, resistentes e inteligentes, os lavradeiros são cavalos valiosos, cuja raça tem sido estudada para fins de preservação e aprimoramento genético.


Fonte: Enciclopédia Larousse dos Cavalos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *