Equinos App

1 2 3 4 5

Origens

Uma das maiores dificuldades que profissionais do cavalo encontram é tentar não esquecer os reais motivos que os levaram a serem estes profissionais. Imagine um treinador de alguma modalidade. Tem em seu centro de treinamento 20, 30, as vezes 50 cavalos sob sua responsabilidade, cavalos estes de pessoas que lhe confiam o trabalho. Juntamente com uma equipe (é impossível um treinador montar tudo isto de cavalos...) este treinador deve mostrar resultados, independentemente do que isto seja para cada um dos seus clientes. Resultado é algo de grande expectativa por parte dos proprietários e que acaba por ser o grande motivo do cavalo estar treinando com determinada pessoa, mas também o grande causador dos resultados negativos.

Por que isto acontece? Normalmente a pressão é grande, e esta pressão deve ser absorvida e processada na cabeça do treinador. São diversos proprietários querendo o melhor, e um só treinador para mostrar o resultado. Sem problemas, a partir do momento que a experiência nos coloca em condições para administrar tudo isto e chegar ao melhor que conseguimos. Tudo isto passa por um momento de rotina na vida dos treinamentos que é o dia a dia com os cavalos. Muitas vezes nos deparamos com 8, 10 cavalos para montarmos todos os dias. Nos pegamos então em um processo que chamo de “linha de montagem” onde sem querer deixamos de ser detalhistas e não pensamos com exclusividade em cada cavalo que montamos. Quando isto acontece, montar passa a ser um fardo pesado que o treinador carrega. Deixa de ser gostoso, deixa de ter prazer. Ao olharmos a “fila de cavalos” nos dá a sensação de que o dia não vai terminar. Isto obviamente é ruim para os cavalos, mas infinitamente pior para o treinador, que deixa de montar com qualidade e com satisfação e prazer.

Um profissional do cavalo de hoje começou a montar porque um dia se apaixonou pelos cavalos. Esta paixão foi maior do que tudo, mais forte do que qualquer outra vontade ou desejo, e este foi o real motivo pela opção profissional deste treinador. Isto não pode acabar, diminuir ou desaparecer. Deve sempre andar ao lado de quem treina cavalos diariamente, por profissão, mas principalmente por paixão...


Aluisio Marins, MV
Universidade do Cavalo
www.universidadedocavalo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *