Equinos App

1 2 3 4 5

O mercado para o Gestor em Eqüinocultura

Gestor em Eqüinocultura é Veterinário? Agrônomo? Zootecnista?

Quando um Gestor vai visitar um haras a primeira pergunta que ouve é: mais o gestor vai ocupar o emprego de quem? Do Veterinário? Do Agrônomo? Do Zootecnista?

Resposta: de nenhum deles!

Vamos começar informando as habilidades aprendidas e desenvolvidas durante os dois anos do curso: Instalações e Equipamentos, Agrostologia, Nutrição Eqüina, Melhoramento Genético de Eqüinos, Enfermidades dos Cavalos, Preventiva Eqüina, Reprodução Eqüina, Terapias Complementares na Eqüinocultura, Sistemas Orgânicos dos Eqüinos, Modelos de Gestão, Gestão de Pessoas, Legislação Aplicada a Eqüinocultura, Gestão da Qualidade, Logística, Marketing, Técnicas de Equitação, Fundamentos da Equitação, Atividades Eqüestres, Modalidades Eqüestres.

O aprendizado dessas matérias proporciona ao profissional uma base sólida que visa suprir a lacuna de mercado dessas áreas.

Onde atuar

O mercado oferece um leque enorme de opções de atuação ao gestor em eqüinocultura.

Cada gestor já traz um histórico de envolvimento com cavalos, seja familiar ou por prestar serviços a terceiros como domador, treinador, administrador de haras, competidor das mais diversas modalidades.

Com o decorrer do curso as habilidades existentes desenvolvem-se com as informações que são aprendidas formam gestores versáteis e hábeis na lida diária com os cavalos / muares.

Essa lida diária pode ser administrativa: cuidando da rotina diária do haras, gerenciando os funcionários, gerenciamento de estoque de medicamentos, ração, cuidando das instalações e equipamentos, entre outros processos; como também pode ser atuando em doma, treinamento, ferrageamento, nutrição, manejo reprodutivo, equoterapia; ou ainda em assessoria e prestação de serviços.

Todas essas funções podem ser desenvolvidas em haras, hípicas, centros de treinamentos, centros de reprodução, jockeys.

O diferencial

O gestor não vem a ocupar o cargo de veterinário ou zootecnista ou agrônomo e sim facilitar as negociações (por exemplo, as que envolvem preenchimento de documentação, aquisição de documentos como GTA, passaporte, passagens aéreas, transporte, etc), facilitar a execução de tarefas, verificando a real urgência e gravidade de ferimentos e, principalmente, facilitando a comunicação entre os três pilares de uma propriedade: o dono, os funcionários e os prestadores de serviço: veterinários, agrônomos, zootecnistas entre outros; proporcionando a otimização de tempo, otimização de processos, qualidade nos serviços, aumento de cliente e até na redução de custos.

Gestores já atuantes

Atualmente temos mais de 100 gestores já formados, número ainda pequeno comparado com a procura existente.

Os gestores formados estão trabalhando nas mais diversas funções:

- Administrando haras, centros de treinamento, clubes hípicos (em vários estados no Brasil);
- Treinamento, ferrageamento;
- Trabalhando em empresas de nutrição e suplementos;
- Assessoria a criadores;
- Juizes de competição;
- Manejo reprodutivo;
- Companhia de rodeio;
- Equoterapia.

Esse mérito de terminar o curso já empregado deve-se aos estágios que são realizados durante o curso, ajudando a desenvolver e por em prática os conhecimentos adquiridos em aula, e também a iniciativa e dedicação de cada profissional.

Onde encontrá-los?
 
A forma mais fácil de encontra-los é na faculdadeslocalizada em Sorocaba – SP (Uniso e Universidade do Cavalo).

Essas faculdades recebem a cada semestre alunos vindos de todo o Brasil, e a cada semestre novos gestores se formam, alguns voltam à região de origem outros vão já empregados, para outras regiões e até outro país.

Mas todos carregam uma bagagem inesgotável de conhecimento, contatos, garra e vontade!

Escrito por: Cristiane Oliveira

Um comentário:

  1. Parabéns, colega Gestora!
    Realmente, nosso curso é muito versátil, levando em conta que estamos envolvidos diretamente dentro das novas tecnologias aplicadas no mundo equestre. Sou proprietária de um Centro de treinamento e desenvolvimento humano em Santa Maria -RS e com minha Profissão de Tecnóloga e Gestora em equinocultura levo adiante os serviços e Cursos da Empresa Pé No Estribo - Espaço de Treinamentos.
    Ser Tecnóloga em Gestão de equinocultura faz toda a diferença dentro do nosso estabelecimento equestre.
    Abraço, Colega Cristiane!

    ResponderExcluir

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *