Equinos App

1 2 3 4 5

Mais pesado, mas leve

O tema embocaduras é sempre comentado pelas pessoas. Quais as mais corretas? Alguma relação com modalidade ou raça? Quando mudar, precisa mudar? Enfim, são várias as duvidas e tentativas de oferecer ao cavalo o melhor, sempre buscando o conforto do cavaleiro. Uma das questões importantes é sobre a severidade de ação das embocaduras. O popular “leve” e o popular “pesado” no sentido de ação têm a ver com a espessura, o material, a forma, o tamanho e tantos outros fatores.

Mas, mais do que a ferramenta em si, devemos pensar nas mãos do cavaleiro, na forma como se pega e se utilizam as rédeas. Na velocidade de colocação e alivio da pressão colocada pelas mãos. Assim, podemos então afirmar que quanto mais severa a embocadura, mais leve as mãos do cavaleiro. Ao contrário, quando mais leve e menos severa a embocadura maior o contato que o cavaleiro pode colocar nas rédeas.

Contato não é puxar a rédea, mas sim encostar as mãos na boca como se solicitando algo. Da mesma forma, quando o cavaleiro de rédeas soltas pega nas mesmas, estabelece um contato. Na equitação clássica o contato é mais permanente, mas ainda assim apenas um contato, leve, sem peso. Na equitação western o contato não é permanente, mas quando ocorre, também é leve, sem peso. Todos os excessos para uma ou outra ideia não são pertinentes à equitação de qualidade. Se colocarmos uma embocadura pesada e forte, significa que nosso cavalo não precisa de contato permanente, sabe carregar esta embocadura e irá responder (e não reagir) ao contato quando colocado. Da mesma forma, se colocarmos uma embocadura leve e branda, podemos colocar um contato permanente porque nosso cavalo sabe encostar na embocadura, neste contato sem reagir.

Assim, antes de julgar a embocadura, olhe para as mãos do cavaleiro, para as respostas ou reações dos cavalos, para a forma como o cavalo vem sendo montado. A embocadura é apenas o refinamento final na ordem das ajudas na equitação. Mas, as mãos dos cavaleiros devem sempre ser leves com ou sem contato, com ou sem embocadura leve ou pesada.


Aluisio Marins, MV
Universidade do Cavalo
www.universidadedocavalo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *