Equinos App

1 2 3 4 5

Cavalo bom!

Em uma viagem com alguns amigos, todos profissionais do cavalo, para uma feira eqüestre, o assunto que nos acompanhou durante todo o trajeto era: CAVALO BOM. Nosso grupo era composto por treinadores de animais marchadores, treinadores de provas funcionais cronometradas e um criador de muares. Já da para imaginar que por mais que respeitássemos uns aos outros, tentássemos convencer usando fortes argumentos não chegamos a um acordo do que seria um CAVALO BOM.

Mas então, o que vem a ser CAVALO BOM?

Faça essa pergunta a um competidor de Enduro Eqüestre. Agora pergunte também a um competidor de TEAM ROPING. Saindo um pouco dos esportes, pergunte a um peão que trabalha em uma fazenda, na lida do gado de corte, qual seria um cavalo bom para ele.

O Animal, falando da espécie, é o mesmo, porém as respostas possivelmente seriam três cavalos de raças diferentes, isso por que cada raça tem sua particularidade que é desejada para objetivos diferentes, por exemplo, no Enduro, que é uma prova de resistência, o cavalo da raça ÁRABE seria um CAVALO BOM.

Nas provas de marcha, as raças utilizadas são aquelas que o andamento natural do animal é a marcha então Campolinas, Mangalargas e Mangalargas Marchadores seriam CAVALOS BONS.

Já em uma prova cronometrada o animal ideal seria aquele que possua um bom desenvolvimento de velocidade, então os animais da raça Quarto de Milha seriam CAVALOS BONS.

E assim para cada prova com objetivos diferentes existe uma raça mais indicada em função de suas particularidades naturais.

Um CAVALO BOM então será aquele atenda nossos objetivos, porém englobando um conceito de um bom equideo devemos analisar e avaliar, independente da raça, alguns itens como boa morfologia, bons aprumos, boa saúde e se o preço desse animal e de sua manutenção está dentro da nossa realidade financeira.

Então respeitemos uns aos outros pois o que nos une é o mesmo animal, independente de raça e modalidade. E quando lhes perguntarem o que realmente seria um CAVALO BOM o ideal seria responder com outra pergunta: BOM PARA QUE?


Escrito por: Tarcio Agostini

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *