Equinos App

1 2 3 4 5

Carreira profissional

Formamos muitos alunos nos diversos cursos oferecidos pela Universidade do Cavalo. Independentemente da área, vemos pessoas que passam de 1 dia a dois anos conosco, nos mais variados períodos, durações e interesses desejando ampliar conhecimentos, trocar informações, seja por opção ou necessidade, mas com certeza chegam aqui porque querem, desejam.

Certa vez escrevi um artigo para a Western Magazine sobre o que chamei na época de “botões mágicos”, onde comentava sobre a idéia de que para se montar um cavalo não basta acharmos que existem botões que ao serem apertados nos colocam os cavalos na forma que desejamos.

Da mesma forma, o profissional do cavalo deve saber que uma carreira não é feita somente em um curso ou em um momento isolado.

Vejo que o fator tempo é muito particular, mas ao mesmo tempo muito importante e considerado talvez de forma errada por parte dos novos profissionais. Talvez pelo fato de termos as pessoas conectadas mais rapidamente, estes jovens tenham a noção de tempo distorcida.

A pergunta que faço para estes profissionais é: quanto tempo é muito tempo para você? E a resposta que tenho é que dois anos, três anos, cinco anos é muito tempo. Estudando, agora como aluno, a carreira de muitos profissionais não somente do cavalo, mas de outras áreas, vi que a grande maioria somente obteve êxito profissional depois de muito mais tempo do que cinco anos.

Falo aqui em 10, 15, 20 e alguns, 30 anos! Ao longo deste tempo, o que se fez foi ter a cabeça aberta para encarar que toda e qualquer experiência, boa ou ruim, agradável ou não, servem como bagagem, como experiências e não como trabalho.

Trabalhar, todos temos e vamos, se quisermos alcançar o que consideramos sucesso. Trabalhar com cavalos é uma opção e não uma pena. Esperar o tempo passar trabalhando no mesmo local, talvez seja uma atitude mais sábia do que ficar tentando encontrar rapidamente o sonho de trabalho. Ter a paciência e a persistência faz com que o tempo passe e as pessoas não percebam.

Querer adiantar o tempo e pensar que com poucos botões apertados tudo vai acontecer pode ser uma doce ilusão de um profissional que pode até estar se movimentando, mas pouco está progredindo...


Aluisio Marins, MV
Universidade do Cavalo
www.universidadedocavalo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *