Equinos App

1 2 3 4 5

A doma do encerado

Acredite, o que vou relatar é verdade. Um amigo, juiz de uma raça, contou-me que muitos haras desta determinada raça domam seus potros com a chamada “doma do encerado”. Segue a explicação: encerado é uma lona, destas plásticas, usadas para cobrir cargas ou mesmo materiais, protegendo da chuva. Pois bem, amarra-se o cavalo em um local seguro (seguro aqui é pelo ponto de vista de não conseguir escapar...) e, após toda a contenção, que muitas vezes é feita pelas patas (amarram-se as patas...!), joga-se o tal encerado no cavalo.

O cavalo tenta escapar de qualquer maneira, mas obviamente está super preso. Depois de aterrorizantes tentativas regadas a muito pânico, pára (aqui, segundo os “domadores”, o cavalo se entregou...), e, neste momento, tira-se o encerado e joga-se novamente. Mais uma sessão de pura tortura e desespero até que o cavalo pare novamente.

Amigos, estamos no século 21. O mundo pede para que paremos com os pensamentos ruins, que o meio ambiente seja preservado. Campanhas anti tabagistas são cada vez mais fortes, a reciclagem está em alta, enfim, vivemos em uma época onde um retorno para as coisas simples, honestas e responsáveis estão sendo priorizadas. E, neste mesmo século alguns (muitos...) haras, de propriedade de gente estudada, de empresários famosos, bem sucedidos em seus negócios, permitem e concordam com a doma deste jeito...

Novamente lhe falo – o que eu estou contando aqui é verdade. Criadores que permitem isto devem estar lendo este texto. Saibam que isto é o maior sinônimo de atraso e mediocridade dos últimos tempos. Seus domadores pensam estar fazendo algum trabalho. Ignorantes de marca maior, pessoas que pensam que sabem o que estão fazendo.

Pessoas que mereciam estar sozinhas e nunca trabalhando com cavalos. Pobres dos proprietários destes haras, que pensam ter funcionários de qualidade, e principalmente, confundem condição e status com conhecimento. São ignorantes completos, iguais aos seus funcionários. Pobres dos cavalos, que por uma infelicidade do destino nascem nestes que são chamados pomposamente de Haras, mas que não passam de centros de péssima qualidade disfarçados com casas enormes e toda uma “casca” maravilhosa, desde as instalações até o discurso de seus proprietários, mas com um recheio pobre, podre, de extremo mau gosto e nenhum conhecimento sobre cavalos.

Aluisio Marins, MV
Universidade do Cavalo
www.universidadedocavalo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Twitter

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *